O lugar onde cabem as páginas soltas desta caminhada e todos os passos que esta bailarina vai aprendendo a dar
.



.

2009-09-20

Eu vista de dentro




Um dia quero formar a minha família, com direito a marido e filhos... mas o futuro é que sabe o que me reserva!

Adoro muitas coisas e principalmente muitas pessoas.

Por vezes ao falar, sei que sou um pouco agressiva, o pior é que não dou conta quando isso acontece. No entanto sou do tipo, cão que ladra mas não morde... faço e aconteço e depois não faço nada - é apenas um desabafo, uma forma de exorcizar as preocupações com os outros.

Sou crítica! Shi, como sou crítica! Mas o sentido dessas críticas, na minha mente pelo menos, seria o de as pessoas melhorarem algo, de não se magoarem, de optarem pelo caminho mais seguro... mas se não o fizerem... que se lixe!

Existem pessoas de quem não gosto. Essas, vou ignorando... desejo-lhes tudo de bom, desde que lá longe, bem longe de mim.

Depois sou em auto-defesa, uma pessoa, que ora se defende qual leoa, ora à frente de agressividade gratuita, se cala e nem consegue responder.

Sou perfeita? Longe disso!!! Adoro na minha personalidade o sorriso fácil, o amor pelos outros, pelos animais e cada vez mais o amor próprio. Não gosto nada da faceta que me faz afastar de tudo e todos quando algo me preocupa – digo que é para processar a informação, para não magoar os outros... ou será para não me magoar a mim própria?!

Não existe nada que não faça pelas pessoas de quem gosto! Mas se me pisam para alcançar objectivos, perdem a melhor amiga que alguma vez tiveram... se precisassem teria ido até à Lua. No entanto, vou sempre sentir-me um pouco culpada porque poderia ter feito um pouco mais...

Também sou teimosa, orgulhosa, refilona, mãezinha dos amigos, super protectora dos amores, chorona, mas em profunda mutação.

Existem coisas que conseguimos mudar, existem outras que não... e depois??? Importante mesmo é nunca desistir!

estaagora

2 comentários:

Pontosemlentras disse...

Quanto ao 4º comentário, um dia tivemos uma conversa sobre issso, lembras-te?!
Gostei de ler o texto :)

Beijinhos*

essaagora disse...

Só mesmo tu para encontrares uma radiografia na Blogosfera e a identificares como pertença de alguém.

És uma pessoa fantástica, sabias? É verdade, não é demagogia! Uma daquelas pessoas, que fará sempre parte dos trilhos da minha história.

Pelo elogio que aqui fazes, humildemente agradeço. Quem sabe ganho embalagem, e dou continuidade a uma sugestão de alguém, que um dia me ajudou a dar um primeiro passo na conquista do EU.

E claro que me recordo, até de praticamente te obrigar a ouvir e ver uma bela música no YouTube, depois de um encontro imediato junto à caixa das bananas e um choque térmico mesmo ao lado dos iogurtes… mas aquelas bananas, ficarão para a história.

Beijos, muitos beijos…