O lugar onde cabem as páginas soltas desta caminhada e todos os passos que esta bailarina vai aprendendo a dar
.



.

2010-02-27

Ansiosa

Estes últimos dias tenho andado ansiosa. Comecei a dar conta na quinta-feira, não aturo tudo... posso mesmo dizer, não aturo nada!



Eu dou sempre conta quando as pessoas estão a abusar de mim, na maioria das vezes deixo-me ir, até porque tudo o que faço, faço porque quero, porque gosto. Mas as pessoas abusam tanto... dás a mão, automaticamente te tomam o braço, o tronco, as pernas... tudo!

Eu pedi a médico para me mudar a minha baixa de total para parcial por várias razões, lógico que a razão de base sou eu. Lá podia eu estar este tempo todo fechada em casa - sim porque vai fazer 2 meses que me lesionei - após duas ou três semanas e já eu embirrava com a família, cães e pior, comigo mesma. Mas voltando ao  cerne da questão, ao voltar à escola, mesmo usando as muletas, tenho consciência que muitas pessoas beneficiaram. Com a minha ausência, o trabalho dobrou, ao voltar continuei voltei a exercer as minhas funções, no entanto existem certos aspectos obrigatórios e que pensei que ao vir assim tivessem consideração e cumprissem as suas funções.

Na escola onde exerço a minha função de professora, uma vez que se trata de um projecto, existem normas. Tenho de levar sempre um mediador comigo para as aulas de Educação Física. O do primeiro tempo o L cumpre horários e talvez por ser uma pessoa mais velha que os outros, não tenho que dizer-lhe nada Gosto dele. Quando o R falta, o mediador responsável pelo segundo tempo, os outros dois, o A e o F, fazem-se de desentendidos e não descem comigo ao pavilhão. Anda então um mulher de muletas a controlar balneários de adolescentes meio complicados. Eu já não falo das muletas, mas será que tenho de ver os meus miúdos despidos? E eles, não têm eles direito à sua privacidade? Mas se não fizer assim, como  impeço que se batam (o melhor é jogar na antecipação), se despacham porque existem horários e deixem tudo como encontraram? Eles nem dizem nada, mas PORRA, eles devem ter o seu espaço...

Na quinta-feira passei-me com isso, até porque os balneários eram outros e para os controlar tinha que ter as portas abertas, depois a ansiedade que me subiu à cabeça, não me deixou ficar calada. E desatinei! Não fiquei calada...

Ontem, cheguei para dar aula de actividade desportiva, os mediadores estavam espalhados pelos diferentes locais de aulas... todos eles a acompanharem homens bem grandes. Eu, que por acaso estava com fortes dores de cabeça e por acaso, mas só por acaso, ando de muletas, estava sozinha! Ainda por cima estava a chover e convencer aqueles alunos a entrar para dentro de uma sala, quando deviam estar a correr no espaço exterior tornasse complicado. Tive de trancar a sala, passado uma hora chegou um mediador o A... literalmente expulsei-o da sala.

Cheguei tão irritada a casa, mas tão irritada... 

Toda esta irritação, nervosismo, ansiedade é sem dúvida causada pela aproximação de terça-feira, quando estará pronta a minha ressonância magnética e no dia seguinte a consulta no hospital, onde espero que depois de analisado o relatório, o médico me diga o que tenho e o que farei asseguir.

Como queria que não fosse nada, apenas necessitasse de fisioterapia e estava fina. Mas coisas bem piores me têm assolado a mente neste últimos dias.

Preciso da Marta POSITIVA, preciso que o sol me traga esse bom astral... não me reconheço!

 

....


8 comentários:

Valéria Gomes disse...

Eu li o seu desabafo e, querida..., sei que os contra-tempos do dia-a-dia nos deixam louca, mas é nítido que estás precisando desligar-te um pouquinho. Não digo desligar-te das atividades diárias, mas sim, deixar um pouco de lado as pessoas que cometem erros rotineiros, isto só vai carregar ainda mais a tua pilha.

Beijinho de camomila!!!

essaagora disse...

Sim, tens razão Camomila.

O meu estado de espírito mais ansioso está profundamente relacionado com o futuro do meu joelho. Sinto-me mais sensível nestes dias, parece TPM. Tudo isto fez que os sentimentos ficassem à flor da pele.

Mas o fim de semana fez-me bem... acho que deu para carregar algumas baterias. Na segunda vou pedir desculpa a certas pessoas por ter sido mais brusca e amarga, independentemente de considerar ter ou não razão.

Eu definitivamente não sou assim: amarga, má, revoltada. No trabalho é normal andar sempre a rir... adoro dar gargalhadas. Um aluno à pouco tempo disse-me que eu era o sol da escola, estava sempre alegre e fazia os outros felizes. Quero e vou voltar a ser a Marta da semana passada!!!

Um Beijinho para ti também.

Só Avulso disse...

Sabes do que precisas? De um fim-de-semana só para relaxar... um bom hotel talvez, um SPA, uma estadia numa casa de campo longe do reboliço da cidade e dos teus problemas... talvez ajudasse. :)

Quando estou assim isto é remédio santo. Volto logo com energias novas e positivas.

beijinhos***

essaagora disse...

Sim, Só Avulso um fim de semana em paz acho que me faria bem. Talvez ir até Arganil, à terra que me acolheu durante uns tempos e me soube dar paz e tranquilidade, ajudasse.

Mas sabes o que queria mesmo? Pegar num certo jornalista e ficar fechada durante o fim de semana todo, sim porque até está a chover e juntávamos o útil ao agradável. Mas fechada num local com piscina de água quente, massagens, refeições leves e muito saborosas. Aí que bom... :)

мα∂αℓєηα disse...

Martinha, deixa estar, isso também tem a ver com o tempo horrível e cinzento q tem estado, logo q o sol venha, ficas com uma nova alma vais ver, vai tudo correr bem :))

beijinho grande :))

Libelinha☆ disse...

Calma!... Tudo vai correr bem... Não vale a pena sofrer por antecipação!... E tudo isso misturado com o tempo cinzento dá nisso!...
Vais ver que esta semana tudo vai correr pelo melhor!...

Beijinhos ;p

Só Avulso disse...

Isso então era ouro sobre azul!

Faz-lhe essa proposta, arrisca e logo vês o que fazer... Se ele não puder ir ao menos tentaste! ;)

beijinhos

P.S- Tenho os mesmos sonhos que tu e sei que dentro em breve vão se tornar realidade. ;)

Anônimo disse...

Então a ressonância?
Força!

a) flordocardo