O lugar onde cabem as páginas soltas desta caminhada e todos os passos que esta bailarina vai aprendendo a dar
.



.

2010-03-10

Mudança

Esta semana decidi mudar, tomar o meu rumo pela minhas próprias mãos. Falo, falo, mas não faço nada.  Tinha colocado o Janeiro como data limite para deixar a casinha dos papás, mas com a lesão do joelho deixei-me ficar, depois comecei  ponderar comprar casa, foi pior a emenda que o soneto. Sem dúvida que a culpa é minha, das discussões, do controle, da forma como deixo que os meus pais se intrometam na minha vida.

Dessa forma, e já sabendo que a minha relação com eles é óptima quando temos o nosso espaço e este não é o mesmo, não posso adiar mais esta questão. Vou alugar um apartamento e dar o meu salto do ipiranga. E este tem de ser dado por mim, não posso esperar que me corram de casa.

Ando então à procura do meu espaçinho, de um lugar onde recomeçar a minha vida sem a ajuda dos meus pais, mas com valores que me foram transmitidos por eles.



Aí o que vou sorrir após a primeira noite na minha casinha. Acabei de esboçar um sorriso por me imaginar assim =)

Beijocas

11 comentários:

Só Avulso disse...

Independência... essa palavra soa tão bem! Também eu estou desejando de ter o meu próprio cantinho mas enquanto não encontro estabilidade financeira vou ficando na casa dos papás que até não é mau de todo!:)

Desejo-te muito boa sorte nessa nova conquista!

beijinhos***

essaagora disse...

A minha tem de ser de vez, já estive tanta vez fora. Umas por opção, outras por forças das circunstâncias (trabalho), mas voltar para cá não é nada bom.

Primeiro é aquela fase de readaptar-me às regras dos papás, do viver segundo regras de alguém, de perder um espaço que entretanto ganhei.

Depois não me importo nada de fazer a lida doméstica, de arrumar a minha casinha. Tenho vontade de: cozinhar para os amigos (adoro fazer isso); acender umas velas e ouvir umas músicas suaves enquanto tomo um duche e trato de mim; se me apetecer ir sair à 1h da manhã, vou sem dar cavaco a ninguém; de ter as minhas coisas arrumadas como eu gosto; de convidar quem eu quero para dormir em minha casa, mesmo que seja para partilhar a minha cama e de adormecer no sofá às sextas-feiras à noite a ver tv - à tanto tempo que não faço tudo isto.

Loucuras de e por amor disse...

Olá!
Desejo-te boa sorte, que consigas logo encontrar um cantinho e que lá sejas feliz!
Força!
Kisses

Susy disse...

Aqui estou eu a partilhar novamente a minha experiencia!

Já senti isso tudo que estás a sentir, acabei por construir o meu caminho de forma a conseguir concretizar o meu objectivo! E concretizei!!! Comprei uma casa há 3 meses!!! A minha casa!!! Que estou a construir aos poucos, sem pressas, á minha maneira! Mas a envolver os meus pais o mais que posso! Isto de cortar o cordão umbilical, tem mt que se lhe diga! Mas uma coisa é certa, a minha independência está conquistada, e minha querida, uma coisa que te digo desde já é: Com a independência, vem uma confiança totalmente diferente, bem mais consolidade e irrefutável!

Beijinhos!

p.s. Acreditas que de saber que há mais pessoas a viver isto, me transmite uma sensação de estar acompanhada, de não estar sozinha?!

Libelinha☆ disse...

Hummm... Assim que tiveres o teu espacinho vai ser tão bom, hehehe!...
Desejo-te muita sorte nessa procura!...

Beijinhos ;P

Susaninha disse...

Vais ADORAR...
Agora até me fizeste lembrar quando comprei o meu cantinho...
Passava a vida a sonhar e a sorrir..

VAIS ADORAR:)

мα∂αℓєηα disse...

Não há nada como o "nosso" cantinho :))

Beijinhos e boa sorte :))

Lu.a disse...

:D
É assim mesmo!!Eu adoooooro os meus pais, dou-me super bem com eles e no entanto estou a adorar a experiencia de estar a viver sózinha... e a 300kms de distancia. Tenho muitas saudades, mas ao mesmo tempo a sensação de independencia é fantástica!
Força com isso! :)

essaagora disse...

Loucuras de e por amor:
Obrigada pelos votos, eu também espero ser muito feliz e espero que também o sejas!!!


Susy:
E fazes tu muito bem, falares das tuas experiências!!! :P

Fico contente por essa vitória. Também gostava de comprar, a sério, mas eu para o ano não sei onde vou parar e depois teria de pedir aos meus pais para serem meus fiadores, e procurar casa para comprar não é a mesma coisa que procurar uma para alugar. Se não gostar do ambiente, numa casa alugada, simplesmente vou embora, já numa comprada não pode ser bem assim... tudo tem de ser feito com tempo e ponderação. E tempo é coisa que eu agora não queria perder.

E concordo contigo, é sempre bom saber-mos que existem outras pessoas a passar pelo mesmo processo que nós. E no meu caso, é bom saber que existem casos de vitória, o que me dá animo e de derrota, o que me dá estimulo para lutar com mais afinco.


Libelinha:
Eu já tive o meu espaço muitas vezes, mas ao terminar o ano lectivo acabo sempre por voltar para casa. O pior momento foi ao acabar uma relação ter voltado para casa... o meu maior erro.


Muito obrigada pela sorte. Espero que o teu Gafalhoto tenha voltado entretanto para as tuas asas de Libelinha.


Susaninha:
Também acredito que vou adorar, principalmente por estar perto da família e ao mesmo tempo afastada.

A compra será numa fase mais à frente, mas já mobilei uma casa e foi dos melhores processos da minha vida.


Madalena:
É verdade, o nosso cantinho =)
Obrigada pelo votos Linda.
Lu.a:
Eu também adoro e quando estive em Faro e eles ora estavam em Lisboa ora em Coimbra, foi dos meus melhores momentos. As saudades também eram muitas, mas essa independência que falas compensava tudo.

Beijocas a vocês todas minhas queridas

Anônimo disse...

Só pode desejar que consigas.
Força nisso!

a) C3PO ("robot tradutor")

essaagora disse...

C3PO ("robot tradutor"):

Obrigada pela força.

Beijocas grandes.