O lugar onde cabem as páginas soltas desta caminhada e todos os passos que esta bailarina vai aprendendo a dar
.



.

2010-01-23

O dia do café

Às 11h52, quando ainda dormitava recebi um:
Olá!

O que me deixou feliz, foi nunca ter pensado na pessoa que me preenchia os dias, as tardes, as noites... até mesmo os sonhos. Nem por um minuto pensei nele.
 
O café tinha ficado marcado para as 14horas desse dia. Eu nem me lembrei que mesmo de baixa, vou almoçar todas as quartas-feiras com os meus colegas lá da escola, à Cova da Moura e depois assisto à reunião semanal. Lá porque estou de baixa não quero perder o fio à meada, quero saber o que se passa com os meus miúdos. Mas acho que um dia posso falhar... duvido que se importem, tendo em conta a razão?!  Bem o almoço é às 13h, dá tempo para tudo!

Mas ainda na cama respondi-lhe à mensagem:
Olá Lindo. Boa tarde.

Depois foi só levantar-me, tomar o pequeno-almoço... parecia que estava atrasada para a escola, tal foi a rapidez. E preparei-me para o banho. Apesar de não saber, tinha já decidido: não vou almoçar, depois logo lhes explico as razões. Contudo para os meus pais eu ia almoçar com a minha gente. Não iria mentir, mas com toda a certeza iria omitir a verdade. Eles não iriam compreender!


Tomei banho, coloquei aquele creme que me dá um cheiro tão bom quando me mexo, penteei os cabelos com cuidado, até coloquei desmaquilhante e tónico antes do creme. Depois pintei os olhos, tal e qual como os tinha ontem. E escolhi a roupa com cuidado, não podia parecer nem muito senhorinha, nem desportiva. E decidi só levar uma muleta/canadiana, não podia assustar o homem. Aí meu Deus que o meu coração vai sair pela boca.

Afinal nem foi necessário mentir. Aqui partem do princípio que à quarta-feira aí vou eu directo à escola., nem fizeram conversa. Saí de casa eram 13h30, de telemóvel na mão. Enviei-lhe uma mensagem a perguntar se o café ainda se mantinha.

Não recebi resposta. Nós só combinamos a hora, não falamos do local. Mesmo assim arranquei, decidi ir em direcção à escola e pelo caminho decidir o que fazer!

Estava quase a virar para a Cova da Moura quando o telemóvel tocou com sinal de mensagem. Que baque! Ainda bem que sou coordenada, porque se o pé fizesse o que o coração fez, acelerava a fundo e voava literalmente.

Rapidamente peguei no telemóvel. Sim era ele! O café foi recombinado para as 17h, com alguns pedidos de desculpa pelo meio, mas eu, que já conheço bem esta profissão, compreendi perfeitamente.

Agora só tinha de fazer tempo e ... e almoçar. Tinha-me esquecido de almoçar! Deve ser por isso que estes estados nos trocam todos. Mas esperem lá, que estado é este que estou a falar?

Fui então fazer tempo para o Centro Comercial Allegro. Se ando devagar, acreditem que aí tudo foi realizado ainda mais devagar. Comi uma sandes de queijo fresco, acompanhei com água e de sobremesa uma fatia de abacaxi. Acho que demorei 1hora para meter tudo boca abaixo. Aproveitei para falar com uma amiga de Sines, a Su, e contar-lhe onde ia daí a pouco. Acho que se não falasse com alguém, rebentava!

Eram 15h30 quando fui para o carro. Lá decidi fazer um pouco de tempo. Limpei a mala e ao olhar para umas peles nas unhas, não fui de modas,  puxei da carteira que me acompanha sempre e lá vai disto, arranjei as unhas das mãos ali. Tirei peles, limei e pintei as unhas com um verniz quase transparente, que nos dá aquele ar de mãos limpas.

Voltei a olhar para o relógio: 16horas. Decidi arrancar. Se fosse devagar chegava a tempo, depois também tinha de arranjar lugar para o carro e no Marquês de Pombal é sempre aquele stress.

Por incrível que pareça, 16h30 estava estacionada ao lado do edifício do jornal. O combinado era que quando chegasse mandava uma mensagem, mas estabeleci que 10 minutos antes da hora marcada era uma boa hora. Fumei um, fumei dois, fumei três cigarros e o tempo não passava. Apenas ficava a cada minuto mais ansiosa.

Eram 16h45 e decidi sair do carro, já não aguentava. Decidi ir comprar tabaco a uma daquelas casinhas que vende jornais, revistas e afins à porta do metro. Quando vinha, enviei a mensagem que já tinha escrito mal estacionei o carro, onde dizia que já tinha chegado e estava em frente ao jornal.

Recebi uma mensagem de volta onde me disse que iria descer em 10 minutos.

Fui a correr, na minha lentidão de coxa, buscar o ticket do parquímetro e deixei-o no carro. Decidi que era melhor encontra-lo num daqueles bancos de jardim. Coloquei uma pastilha na boca para entreter o tempo e fumei mais 2 cigarros, acho que estes foram os 10 minutos mais longos do meu ultimamente.

Decidi enviar-lhe uma mensagem a dizer que estava na rua, sentada num banco. Quando carreguei para enviar, senti chegar um vulto ao pé de mim.

Ao olhar para cima sorri e encontrei lá o mesmo, um sorriso! Um sorriso naquela pessoa que fez ontem alguns km para me pedir o número de telemóvel.




Olhamos um para o outro e dissemos: Olá!

7 comentários:

Só Avulso disse...

Vá, quero mais! :)

Isto está cada vez melhor!

beijinhos***

мα∂αℓєηα disse...

Ƹ̵̡Ӝ̵̨̄Ʒ Que suspanse....!! Vim só ver se estavas bem....parece-me q sim...vamos ver o q contas ;) Ƹ̵̡Ӝ̵̨̄Ʒ

Beijinhos grandes :))


PS: Andas com Ƹ̵̡Ӝ̵̨̄Ʒ Ƹ̵̡Ӝ̵̨̄Ʒ Ƹ̵̡Ӝ̵̨̄Ʒ Ƹ̵̡Ӝ̵̨̄Ʒ ??

essaagora disse...

Tem de ser assim de vagar, nem conseguiria contar de outra forma =)

Quantos às borboletas, acho que umas estão no estômago e outras na garganta. Já os donos de cada grupo são diferentes. A minha telenovela mexicana está cada vez mais embrulhada.

Beijoquinhas às duas

Susaninha disse...

VIM DEIXAR AQUI UM SUPER BEIJINHOOOOOOOOOOOO MEXICANO ANTES DE IR:):)
Adoro esta musica, é qualquer coisa:)
SUUUUUUUrrisinhos

Susy disse...

Espero que a seguir a esse olá, muita coisa boa tenha acontecido!

Beijinhos!

Loucuras de e por amor disse...

Estive a ler a tua aventura, é engraçada! Eu meti-me numa parecida, mas alguém me apresentou e olha andamos nisso há 2 anos! Ajudou-me a esquecer um amor e apesar de não me querer envolver, estou mais que envolvida!
Vive a tua aventura sem medos, não faças como eu que fugi muitas vezes!
Kisses

Libelinha disse...

Ai... Eu com problemas nos blogues (morada nova...) e venho aqui espreitar-te (estava a ver que não te encontrava) e... Cheia de aventuras, hehehe!... Adorei!...

Beijinhos ;P