O lugar onde cabem as páginas soltas desta caminhada e todos os passos que esta bailarina vai aprendendo a dar
.



.

2010-05-28

Piercing e exemplo


Ontem quando vi que uma das minhas bebes ia fazer um piercing no lábio, até andava para ali a passear na escola uma argola só para se fazer notar, tomei uma decisão.

Quer dizer, já andava a pensar nela, mas naquele momento nem pensei muito, estou ali na escola não é apenas para dar aulas de Educação Física certo? Senti necessidade de dar exemplo aquela miúda que não é acompanhada por ninguém.

E vai daí, à frente dela tirei o meu piercing do nariz e guardei. Estão agora a fazer as primeiras 24horas que o deixei de usar e antes de qualquer outra coisa sinto-me....

Orgulhosa!

Não podemos passar o tempo a criticar os miúdos, tempos que dar exemplos positivos, isso sim, na minha opinião é educar!



A minha menina tem catorze anos, foi retirada à mãe em Cabo Verde pela avó paterna e trazida para Portugal. Entretanto a avó faleceu e vive com um avô septuagenário, porque o pai tem outra família e não quer nem saber da filha. Aliás, é ela que tem de tratar de si, da sua roupa, de tudo. Um dia esse senhor foi à escola e quando confrontado por nós que a filha estava doente, a única coisa que lhe disse foi: se estás doente, vai para casa. Pois, vai para casa e toma conte de ti sozinha não é palhaço? Mas porque é que esta gente coloca filhos no mundo?


4 comentários:

Crente disse...

Parabéns! Por seres mais mãe do que muitos progenitores que por aí andam...
Bjs

Loucuras de e por amor disse...

Gostei da atitude! Realmente às vezes faço a mesma pergunta, porque é que certas pessoas têm filhos se depois não os aceitam? Faz-me imensa confusão!
Big kiss

essagora , a bailarina dos olhos grandes disse...

Crente,

agradeço, mas digo-te passado umas horas deste tipo de coisas acontecerem, sinto-me frustada e muito triste!

Olha Linda, vou fazendo o melhor que sei. Não tenho filhos e neste momento, na minha vida particular já não existem crianças, por isso na escola vou dando um pouco de mim. O suficiente para quando me for, a minha partida não seja dolorosa. Sabes, continuo a falar e dar conselhos a alguns dos meus ex alunos e apesar da distância as relações vão-se mantendo. Acho que parte de nós adultos tentar fazer este mundo melhor, para que os agora crianças, possam ter animo e vontade de mudar as coisas quando crescerem.

Agora não sou perfeita, longe de mim.

Beijinhos

essagora , a bailarina dos olhos grandes disse...

Loucuras,

também não sei responder à tua pergunta. E depois existe aqueles casos de pessoas que apenas querem filhos porque sim. Hoje em dia é muito complicado educar uma criança e devemos ponderar muito bem antes de colocar neste mundo um ser que supostamente é fruto de amor.

Se calhar, demonstramos mais amor ao adoptar ou ao não ser egoista e ter um filho só porque sim.

Por isso chego aos 34 anos e tenho 2 cães... quanto ao futuro, logo vejo.

Beijinhos minha Linda