O lugar onde cabem as páginas soltas desta caminhada e todos os passos que esta bailarina vai aprendendo a dar
.



.

2010-04-07

Vinícios de Moraes

Natureza Humana

Cheguei. Sinto de novo a natureza
Longe do pandemónio da cidade
Aqui tudo tem mais felicidade
Tudo é cheio de santa singeleza 

Vagueio pela múrmura leveza
Que deslumbra de verde e claridade
Mas nada. Resta vívida a saudade
Da cidade em bulício e febre acesa

Ante a perspectiva da partida
Sinto que me arranca algo da vida
Mas quero ir. E ponho-me a pensar 

Que a vida é esta incerteza que em mim mora
A vontade tremenda de ir-me embora
E a tremenda vontade de ficar




Hoje senti-me assim o dia todo! Um inconstância, uma indecisão!! Lutei contra isso, claro que sim, mas fazendo o balanço ao final do dia o medo venceu. Porque foi precisamente disso que se tratava. O medo  de voltar a sentir alguns momentos, só porque vou ter de falar deles.

Amanhã quero acordar com toda a minha energia e tratar dos assuntos pendentes. Principalmente com toda a coragem que eu sei que tenho!

Porra, não cheguei até aqui porque sou maricas. Conheço poucas pessoas que se aguentavam de pé, vivendo apenas metade das coisas que eu vivi.



Isto vai ser como dar um passeio no parque... coragem, Martinha!!!!

9 comentários:

Lou Alma disse...

Não deixes que o medo te vença nunca. Já pensaste o que podes estar a perder ? Pensa nisso ...

essaagora disse...

por isso e antes de dormir, reformulei o post!!!

Obrigada minha querida.

António disse...

A vida não se compadece com os medos que sentimos. Precisamos de afastar os fantasmas. Eles corroem-nos.
Nem sempre é fácil.

Um beijinho

António

A minha essência disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
A minha essência disse...

... Até os medos fazem parte da nossa vida! Temos é que ter a mestria para saber contornar os obstáculos!

Beijos e força!

essaagora disse...

Lou, estou a tratar disso. Acredita que sim!

António, sim corroem-nos. Mas eu tenho a tendência para os afastar logo, para não sofrer, por isso não trato deles na minha cabeça depois, quando confrontada com eles revivo o que não quero. Mas estou a ficar farta desta minha atitude, apesar de adorar andar sempre a rir, como ando! E não é fácil, mas eu consigo.. :)

A minha essência, como eu vivo a vida não fazem parte... e eu tenho sabido contornar os obstáculos muito bem. Mas só me falta enfrentar alguns... e eu sei que sou mulher para isso e para muito mais!

Obrigada a todos pelas palavras e pela força!!

Beijos do tamanho do mundo

Só Avulso disse...

Coragem isso mesmo! Mete o medo no seu devido lugar, ultrapassa-o e vais ver que te vais sentir melhor!;)

beijinhos e muita força ***

мα∂αℓєηα disse...

Boa!!! Vai em frente com força ;)

beijinhos :)))

Susaninha disse...

MARTINHA AMIGA OS BLOGUEIROS ESTÃO CONTIGO...
Eu estou...boa energia com SUUUUUrrisinhos para ti:)